terça-feira, 24 de julho de 2012

Reformas e Café com arte


Desde que vim morar na Noruega que desenvolvi o ofício de ajudante de pedreiro. Eu e maridex (ele é o pedreiro, marceneiro, pintor, paisagista, arquiteto, engenheiro e eu a ajudante, porque aqui a gente tem que se virar em tudo) temos nos dedicado às reformas. Primeiro pintamos a casa, toda por fora, não lembro a data mas acho que há três anos, e alguns cômodos por dentro. Depois trocamos o piso da cozinha e revitalizamos o das salas, trocamos os pisos do andar de cima. Este ano reformamos todo o banheiro, trocamos tudo e deu muito trabalho, a começar para encontrar os móveis, a cabine de banho, etc, mas  no final, depois de muito trabalho e incômodo (tivemos que ir tomar banho na casa dos sogros por uns dias), mais do que supomos, o banheiro ficou pronto, foram três semanas, isso há dois meses.


E agora resolvemos trocar os móveis da sala e sala de jantar, maridex vinha com essa ideia e eu aprovei e coloquei em ação, eu só não imaginava como seria difícil achar os móveis (já foram vários passeios por lojas e quando achamos algo em uma, falta outra coisa e assim vai, mas enfim chegamos a uma conclusão) e vender (ou doar) os que temos (isso ainda nem tentamos e acho que não vamos conseguir, mas amanhã coloco um anúncio em um site que tem aqui), mas aí pra complicar meu marido resolveu que era hora de trocar o piso da sala e cozinha e hoje era o dia da caça ao piso e eu achei que isso ia demorar, sim, primeiro pesquisar algo que caiba no nosso gosto e no nosso bolso, mas como a manhã de hoje era uma manhã de sorte, paramos em uma loja e a loja vizinha era de material de construção, entramos nela e estava lá o piso que queríamos, do jeitinho que eu tinha imaginado, não poderia ser  mais perfeito, aliás,foi mais perfeito pois estava em promoção esta semana e tinha a quantidade que precisávamos. Pefeitíssimo. Compramos o piso e amanhã daremos início a mais uma reforminha. Espero que tudo termine antes de voltarmos a trabalhar, ou seja, segunda-feira, porque sair de casa às 6hs e só voltar às 16hs e ainda ralar depois disso na pedreiragem, ninguém merece, mas vendo pelo lado bom pelo menos teremos banheiro pra tomar um banho depois.

 
Enquanto isso... Café com arte.


7 comentários:

Beth/Lilás disse...

Lu,
Então vocês são dez vezes melhores que os pedreiros que se apresentam por aqui. Como eles enrolam? Parecem que todos estudaram na mesma escola, fazem trapalhadas parecidas e demoram meses para executar um simples trabalho.
Parabéns ao casal por se entrosarem tão bem neste trabalho e imagino que tenha ficado tudo bonito, você tem bom gosto.
Quanto a esses cafés lindos e bem tirados, posso dizer-lhe que estou bem servida por aqui, pois tem muitas cafeterias no bairro onde moro e cada um caprichando mais e mais nesta arte tão gostosa.
Aliás, há duas semanas inaugurou um Starbucks aqui também, mas sinceramente não gosto do café deles, o nosso é muito mais saboroso.
bjs cariocas

Lúcia Soares disse...

Luciana, isso é inimaginável para mim! Acho que não conseguiria, daria apoio moral, mas pegar, literalmente, na massa, não ia dar! rsrs Ainda mais que sou desajeitada para o grosso. Mas arrumar, limpar tudo, deixar impecável, seria comigo mesma. Dependendo dos materiais (imagino que se use um tipo de massa pronta, nada dessa bagunça que fazemos de cimento, areia, etc.)não posso nem chegar perto, por causa da alergia.
Um trabalho que gostaria de enfrentar é o de pintar as paredes. Deve ser bom demais poder trocar as cores na hora que bem se entende, sem gastos com mào de obra.
Sucesso para vocês, no empreendimento.
Depois mostra fotos, pode ser?
Beijo!

Luciana disse...

Meninas, ja são quase 22 horas aqui e ainda estamos ralando, mas as coisas estão indo bem e bem rapido. Fiz umas fotos, assim que der eu coloco, por enquanto eh impossivel, a casa esta revirada e eu nao acho nada, cabo de camera nem imagino onde esteja.

Beijo

Helô Righetto disse...

Oi Luciana! Poxa, que comentário bacana que vc deixou lá no blog, gostei demais. Muito obrigada! Agora o melhor é que conheci o seu blog! beijo grande, Helô

Nara disse...

Eitaa Lu, vocês são como meu marido, adoooram pedreirar!O meu não para quieto, tem sempre algo a melhorar e se não faz mais e porque não da tempo, mas o, planos não faltam!
um beijo, querida!

Fernanda disse...

Sei bem como é essa vida de ajudante de pedreiro!!! Meu nome do meio ultimamente :)

Cristina Pavani disse...

Olá Luciana! Que bonito isto! Adoro o "faz sozinho", pena que meu esposo e filho não são adeptos.
Pedreiro aqui é muito caro, por empreita você acaba pagando quase duzentos reais ao dia...
Em casa faço pães, reformo roupas, reaproveito pernas de calças para fazer tapetes, bags de supermercado (abolindo sacolinhas).
Pinto o piso externo sozinha de tempos em tempos. Acho o homem brasileiro do meu "naco" de Brasil, bastante folgado, visto que o trabalho doméstico é praticamente todo da mulher (que trabalha fora também)!
Meus parabéns!
Abraços a todos,
Cri.